• w-facebook

September 20, 2017

May 5, 2017

Please reload

Posts Recentes

Mesa redonda da Comissão de Medicina Veterinária Legal CRMV-RJ

May 22, 2018

1/6
Please reload

Posts Em Destaque

A empresa Eco101 propôs a construção de oito passagens aéreas para evitar acidentes com

 

animais na BR-101, na altura da Reserva Biológica de Sooretama (Rebio), no Norte do Espírito Santo. A medida foi discutida em audiência da CPI dos Maus-tratos realizada na quinta-feira (11).

 

A audiência foi realizada na Assembleia Legislativa de Linhares, também no Norte do estado. De acordo com a CPI, são mortos a cada ano cerca de 20 mil animais no trecho da BR-101 que corta a Reserva Biológica (Rebio).

 

A Eco101, atual concessionária da rodovia, informou que aguarda confirmação da Rebio para pedir licenciamento ao Ibama e começar a construir as passagens. Após a confirmação, a previsão é de que elas sejam entregues em 120 dias.  

Procurado pelo G1, o coordenador de sustentabilidade da Eco101, Caio César Vicentini de Barros, explicou que as passagens aéreas serão construídas para animais como macacos e bichos-preguiça.

 

O coordenador de sustentabilidade informou, ainda, que já existem nove passagens subterrâneas, construídas antes de a concessionária assumir a BR-101, que também podem ser utilizadas como faunodutos, para a passagem de animais.

 

Barros esclarece que será necessário fazer um cercamento para que os animais sejam direcionados aos locais, o que só pode ser feito com o licenciamento do Ibama, já que demanda o corte de árvores.

 

A construção de cinco faunodutos também foi proposta pelo Eco101, mas a Rebio não aceitou devido à degradação que seria causada.

 

“Desde maio de 2015, depois de haver negociação, foi decidido pela Rebio, em virtude do corte de árvores, que fossem mantidas passagens as existentes e que o cercamento para direcionar os animais fosse mais curto, de 10 a 15 metros de cada lado da passagem”, explicou o coordenador de sustentabilidade.